Salada Verde

Leopardo-das-neves será o símbolo da COP das Espécies Migratórias

Evento irá ocorrer em fevereiro de 2024, no Uzbequistão, um dos doze países de distribuição do ameaçado leopardo, com o slogan “A natureza não conhece fronteiras”

Duda Menegassi·
14 de agosto de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Uma das Conferências das Partes menos famosa, a COP das Espécies Migratórias de Animais Selvagens já tem o símbolo e slogan da próxima edição. A COP 14 será entre os dias 12 e 17 de fevereiro na cidade histórica de Samarkand, no Uzbequistão. O país asiático é um dos doze onde vive o leopardo-das-neves, espécie ameaçada de extinção e escolhido como símbolo do evento, que terá o slogan “Nature knows no borders” – A natureza não conhece fronteiras, em tradução livre.

O logo da COP 14 de Espécies Migratórias, que será no Uzbequistão. Reprodução

O lema é um lembrete de que as rotas das espécies migratórias não ocorrem de acordo com as fronteiras geopolíticas e que em prol da sua conservação é necessário um esforço internacional conjunto e transfronteiriço. Além disso, o slogan ecoa a resolução publicada em 2021 pelas Nações Unidas sobre a necessidade da cooperação entre os países para proteger espécies e ecossistemas transfronteiriços.

O leopardo-das-neves (Panthera uncia) é classificado mundialmente como uma espécie Vulnerável à extinção, com uma população em declínio atualmente estimada em menos de 3.500 indivíduos maduros. O felino, que vive ao longo de 12 países nas altitudes da Ásia Central – principalmente na Cordilheira do Himalaia –, tem padrões de migração irregulares e pode ser diretamente afetado pelas mudanças climáticas, com o aumento da temperatura e a redução do seu habitat.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Análises
26 de fevereiro de 2020

Uma força a mais para as onças-pintadas

A espécie foi incluída no apêndice I e II da Convenção sobre Espécies Migratórias (CMS), mais um passo para a proteção do maior felino das américas

Notícias
31 de outubro de 2014

O leopardo-das-neves está numa fria

O homem é o único predador deste animal. Caça, perda de habitat e mortes por retaliação são as principais causas do risco de extinção da espécie.

Reportagens
7 de dezembro de 2022

Como proteger quem não tem endereço fixo?

Com rotas migratórias desenhadas ao longo da história, aves migratórias desafiam as estratégias convencionais para conservar a biodiversidade

Mais de 7600 vs 7700 x gaming

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.