Notícias

O tamanduá-bandeira pode ter retornado ao Rio Grande do Sul

Um animal adulto foi filmado em área protegida no extremo oeste do estado, junto às fronteiras com o Uruguai e a Argentina

Aldem Bourscheit·
4 de janeiro de 2024

A lista de animais que apareceram após tidos como extintos tem mais um ilustre representante. Um tamanduá-bandeira foi filmado no Parque do Espinilho, no oeste do Rio Grande do Sul, onde não aparecia há 130 anos.

O flagra aconteceu em junho deste ano, graças a câmeras automáticas instaladas por ambientalistas que buscavam outros animais silvestres na unidade estadual de conservação. 

Um dos responsáveis pelo registro, Fábio Mazim avalia que o animal tenha chegado ao estado sulista graças a um trabalho de reintrodução da espécie feito pela Fundação Rewilding na região dos Esteros del Iberá, na Argentina. 

“Esses animais estão adentrando o Rio Grande do Sul. No Uruguai, o tamanduátambém já tinha sido extinto no mesmo período em que isso aconteceu aqui no Pampa brasileiro”, conta o zoólogo. 

Outras imagens da espécie foram feitas na reserva, de julho a setembro. Mas, não foi possível afirmar se era o mesmo ou outro tamanduá. “A única certeza é de que há ao menos um novo inquilino no parque”, diz o governo gaúcho.

Um animal filmado em setembro no P.E. do Espinilho. Vídeo: Governo do RS / Divulgação.

Mamífero nativo da América do Sul, a espécie (Myrmecophaga tridactyla) ganhou a alcunha porque sua cauda parece uma bandeira. Ela se alimenta de insetos, espalha nutrientes e aduba o solo das regiões onde ainda vive.

Sua redescoberta no estado mostra a importância das unidades de conservação para a biodiversidade e pesquisas. O feito será publicado num artigo científico, assinado por especialistas do Brasil, Argentina e Uruguai. 

O Parque do Espinilho foi criado em 1975 e ampliado em 2002. Seus 1.617 ha estão no município de Quaraí, a 600 km de Porto Alegre. A vegetação é marcada por espécies singulares como o espinilho, o algarrobo e o inhanduvá. 

Com informações do Governo do Rio Grande do Sul.

  • Aldem Bourscheit

    Jornalista cobrindo histórias sobre Conservação da Natureza, Crimes contra a Vida Selvagem, Ciência, Comunidades Indígenas e ...

Leia também

Salada Verde
10 de outubro de 2023

A dramática situação de dois sapos sulistas

Animais raros vivem em área ameaçada por agrotóxicos e numa reserva concedida para uso público demandada por indígenas

Reportagens
23 de agosto de 2023

O gato fantasma do Pampa: o felino mais ameaçado do mundo

Pesquisadores tentam monitorar o raro e ameaçado gato-palheiro-dos-pampas e construir estratégias para salvá-lo da extinção. Restam menos de 50 indivíduos na natureza

Reportagens
16 de janeiro de 2018

Pesquisa investiga como a fama de mau agouro afeta o tamanduá-bandeira

Estudo feito no Mato Grosso do Sul avalia como a crença em superstições ameaça a conservação da espécie. Mortandade intencional é alta

Mais de 1xbet online slots

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.