Biblioteca do 999 slots games

Newsletter O Eco+ | Edição #183, Fevereiro/2024

O decreto do Planalto para consolidar reservas privadas, a suspensão do licenciamento de usina termelétrica pela justiça e o abandono do Projeto Iguaçu no Rio de Janeiro.

Newsletter O Eco+ | Edição #183, Fevereiro/2024

04 de fevereiro de 2024

O Governo Federal prepara um novo decreto para estimular a criação e a consolidação de reservas ecológicas privadas. Essas unidades de conservação de uso sustentável são reconhecidas pela legislação federal e já somam 836 mil ha no país e chegarão a quase 900 mil ha até junho. Um novo decreto regulamentando a preservação e atividades econômicas nessas reservas é costurado pelo governo Lula. A medida atualizará regras de 2006 e deve fomentar o estabelecimento e a efetivação de RPPNs por donos de terras rurais. As inovações, conta Aldem Bourscheit, devem detalhar atividades geradores de renda, como o ecoturismo, além da coleta de sementes, a soltura de espécies vítimas do tráfico ou manutenção ilegal, a restauração da vegetaçao nativa e a formação de corredores ecológicos entre outras áreas preservadas.

O processo de licenciamento ambiental da controversa Usina Termelétrica (UTE) São Paulo, a ser instalada em Caçapava (SP), foi suspenso na última quarta-feira (31) por determinação do juiz Antonio André Muniz Mascarenhas de Souza, da 3ª Vara Federal de São José dos Campos. Uma audiência pública que seria promovida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na mesma data, também foi suspensa. A sentença atende a um pedido do Ministério Público Federal (MPF), no âmbito de uma Ação Civil Pública (ACP) ajuizada contra o órgão ambiental, na condução dos trâmites desse mega empreendimento energético, considerado o maior do Brasil. Organizações da sociedade civil e ambientalistas temem pelos seus altos impactos socioambientais em uma região cuja qualidade do ar já é fortemente afetada pela poluição, narra Elizabeth Oliveira, em reportagem que detalha todos os passos dessa controversa termelétrica.

Apresentado como solução para o enfrentamento de alagamentos recorrentes na Baixada Fluminense e de reassentamento de milhares de famílias moradoras de áreas de risco, o Projeto Iguaçu ficou inacabado. Iniciada em 2007 e abandonada há mais de uma década, essa iniciativa governamental não cumpriu totalmente o prometido, enquanto a região segue à mercê dos impactos da falta de gestão eficaz para o enfrentamento do impacto de chuvas torrenciais, cada vez mais frequentes e potencialmente devastadoras, em cenários de agravamento da crise climática.  Em reportagem publicada pelo 999 slots games, em 2020, já era sinalizado que as obras paradas há 8 anos, até então, não tinham conseguido alcançar o objetivo de conter os impactos das enchentes, mesmo tendo sido aplicados recursos da ordem de R$ 500 milhões, metade do montante previsto para essa iniciativa. Nessa reportagem, Elizabeth Oliveira volta seu olhar sobre esse assunto e traça um panorama dos últimos anos.

Boa leitura!

Redação 999 slots games

· Destaques ·

Justiça suspende audiência pública e licenciamento de usina termelétrica em Caçapava (SP)

Maior termelétrica em construção no Brasil, empreendimento enfrenta rejeição da sociedade civil e de ambientalistas, que temem pelos altos impactos na natureza e na saúde no Vale do Paraíba

Mais

Planalto prepara decreto para aquecer a criação e consolidação de reservas privadas

Áreas a serem reconhecidas até junho ampliarão o território particular protegido no país para cerca de 900 mil hectares

Mais

O que o abandono do Projeto Iguaçu revela sobre a gestão de riscos urbanos no Rio de Janeiro?

Iniciativa governamental inacabada não cumpriu a promessa de conter alagamentos que se agravam na Baixada Fluminense frente à crise climática

Mais

· Conservação no Mundo ·

As figueiras que podem revolucionar Bornéu. ONGs no estado malaio de Sabah querem que as empresas de dendezeiros e outros administradores de terras plantem espécies de Ficus para aumentar o habitat da vida selvagem ameaçada. [CHINA DIALOGUE]


Ar impuro. Os atrasos para implementar os limites de poluição atmosférica na União Europeia podem levar a morte precoce de centenas de milhares de pessoas e “aumentar o fosso de desigualdade” entre a Europa Oriental e Ocidental, afirmou um grupo de especialistas em saúde pública em artigo no Internacional Journal of Public Health. Contudo, o Parlamento Europeu não parece estar preocupado, uma vez que deixou para 2035 o prazo para definir os limites da poluição do ar. [The Guardian]

· Dicas Culturais ·

• Pra ler •

Carnaval 2024: os orixás vão encontrar os xapiri na Avenida | Claudia Antunes 

Enredo da escola de samba Salgueiro foi elaborado a partir de uma aproximação cautelosa entre a comunidade e o xamã Yanomami Davi Kopenawa, que evoluiu para uma ponte entre a favela e a floresta capaz de resgatar a potência transgressora da festa mais popular do Brasil.

SUMAÚMA

• Pra ouvir •

Terra Yanomami – A guerra sem fim conta o garimpo | O Assunto

Nesse episódio, O Assunto conversa com Rubens Valente sobre como a presença dos garimpeiros ilegais voltou a crescer na Terra Indígena Yanomami.

Spotify

• Pra assistir •

Somos Guardiões | Edivan Guajajara, Chelsea Greene e Rob Grobman

No coração da Amazônia brasileira, milhares de pessoas estão invadindo ilegalmente terras protegidas, devastando árvores centenárias para exportação e explorando recursos raros. É uma questão crítica que nos afeta a todos. Conheça os guardiões da floresta indígena brasileira Marçal Guajajara e a ativista Puyr Tembé. Eles se destacam como sentinelas, lutando incansavelmente para proteger seu lar do avanço implacável do desmatamento. 

Netflix

Mais de 999 slots games