Notícias

As belas e ameaçadoras espirais dos ciclones tropicais

Ciclone, furacão, tufão. O nome depende de onde se forma, mas uma tempestades tropical é tão impressionantes vista do espaço quanto perigosa para quem está em seu caminho.

Redação gaming 60 percent keyboard·
3 de junho de 2012·12 anos atrás

Ciclone tropical é um termo geral, e dependendo de sua localização geográfica e de sua intensidade pode ganhar várias denominações. No Pacífico noroeste eles são chamados de tufões, no Atlântico são conhecidos como furacões, e no Pacífico sul recebem o nome de ciclone. Normalmente um ciclone tropical recebe um nome próprio definido a partir de listas sazonais, para que o público em geral possa distinguir um sistema quando há vários diferentes em uma mesma bacia ao mesmo tempo. Um ciclone tropical é um sistema formado por grandes tempestades e é caracterizado por ser uma região onde a pressão atmosférica é significativamente menor e a temperatura é ligeiramente maior do que suas vizinhanças. Eles são os causadores de alguns dos piores desastres naturais do mundo, como o furacão Katrina. No caso de ciclones tropicais excepcionalmente destrutivos, o seu nome é retirado definitivamente de qualquer lista e outro nome é posto no seu lugar.

Nas fotos a seguir, divulgadas pelo Observatório da Terra da NASA, podemos ver fotos de vários ciclones tropicais ao redor do planeta.

 

Leia também

Reportagens
12 de janeiro de 2024

Obra de estrada no RJ ameaça espécies em extinção e não tem licença, denunciam ambientalistas

Realizada em zona de amortecimento do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Magé (RJ), reabertura da Estrada do Bananal visa driblar pedágio; denunciantes alegam fins eleitoreiros

Notícias
12 de janeiro de 2024

Frio de -43ºC nos EUA e calor de 53ºC no Rio abrem ano de extremos

Ruptura no vórtice polar causa queda de 51ºC nas médias no Norte; América do Sul enfrenta ondas de calor e tempestades

Notícias
12 de janeiro de 2024

Bugios voltam para Florianópolis após mais de dois séculos

Extintos na ilha catarinense há cerca de 260 anos, os bugios-ruivos ganham uma nova chance em Floripa, com primeira soltura de três indivíduos

Mais de gaming 60 percent keyboard

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.